Redes Sociais Para Indústrias: Vale a Pena o Investimento?

Tempo de leitura: 5 minutos

Com o surgimento de novas tecnologias e o avanço da internet, as redes sociais se tornaram grandes fenômenos de audiência nos últimos anos. Milhões de pessoas acessam, todos os dias, o Facebook, o Instagram, o WhatsApp, o Twitter, o LinkedIn, o Pinterest…

Sendo assim, hoje esses canais oferecem diversas possibilidades e oportunidades para pessoas e empresas, inclusive, indústrias.

Ou seja, sim, vale a pena o investimento desse setor nas redes sociais! Os benefícios são inúmeros e nós os explicaremos a seguir. Veja!

Os benefícios das redes sociais para indústrias

É difícil encontrar alguém que não tenha uma conta em alguma rede social hoje em dia, não é verdade?

Ou seja, da mesma maneira que você tem um, dois ou mais perfis nesses canais, os seus clientes e potenciais clientes também têm!

Portanto, aproveitar as redes para atrair e fidelizar clientes, e fechar mais negócios é algo absolutamente alcançável nos dias de hoje. Entenda melhor a partir das explicações abaixo.

Mais visibilidade

Como dissemos no início do artigo, milhões de pessoas acessam as redes sociais diariamente. Logo, as chances da sua indústria ter mais visibilidade nesses canais são bem altas.

Por exemplo, se a sua indústria tem um perfil no Facebook e faz publicações regulares, com conteúdos interessantes, de qualidade e que agregam valor, cada vez mais pessoas acessarão e engajarão com a sua página.

E quanto mais pessoas e potenciais clientes estiverem acessando a sua página e engajando com ela, mais chances a sua indústria terá de conseguir mais clientes e de fechar negócios!

Poder de segmentação

As redes sociais possuem um alto poder de segmentação. Sendo assim, a sua indústria pode utilizá-lo para atingir as pessoas certas, no momento certo.

Dessa forma, é muito mais fácil alcançar pessoas que, de fato, têm algum interesse em seu produto ou serviço.

Por exemplo, antigamente muitas empresas anunciavam em jornais, revistas, televisões e rádios. No entanto, eram anúncios que atingiam diversos públicos, era algo muito abrangente (e caro) e que não necessariamente impactava pessoas interessadas no que elas ofereciam.

Hoje, com a internet e a possibilidade de segmentação, é possível fazer anúncios muito mais específicos e delimitar, por exemplo, em quais regiões o anúncio aparece, quais os horários, qual a faixa etária das pessoas que serão impactadas por ele e muito mais. Ou seja, o controle é bem maior e mais assertivo.

Relacionamento e proximidade

Muitos consumidores gostam de estar próximos das marcas que admiram e compram. Gostam de comentar, de compartilhar, de curtir, etc.

E as redes sociais são perfeitas para isso, pois as pessoas (em seus perfis pessoais) podem interagir, se relacionar e se comunicar com qualquer empresa. E o mesmo pode ser feito pelas marcas em relação às pessoas.

Como o nome já diz, as “redes” sociais foram criadas para conectar pessoas/empresas. Por isso, aproveitá-las para estreitar laços e dar atenção aos clientes é uma estratégia bastante importante e reconhecida nos dias de hoje.

Afinal, mostra aos consumidores que a marca se importa com quem compra dela e que valoriza a opinião dos clientes. Assim ela ganha pontos na hora de uma escolha. Há uma aproximação e um relacionamento que antes não existia.

Diversas possibilidades

Um erro comum que muitas indústrias e empresas cometem nas redes sociais é não aproveitá-las do jeito certo, isto é, não explorar todas as possibilidades que elas oferecem.

Por exemplo, muitas empresas no Facebook e Instagram utilizam esses canais apenas para ficar vendendo produtos/serviços, tendo um perfil somente comercial.

Porém, as redes sociais são muito mais do que isso e podem ser utilizadas para diversos fins.

Por exemplo, você pode:

  • Fazer posts dando dicas, como: “a importância da manutenção preditiva em máquinas e equipamentos”, “5 erros para não cometer em sua bomba hidráulica”, “como ter mais segurança no ambiente de trabalho”, entre outros;
  • Criar enquetes e interações;
  • Fazer lives;
  • Publicar textos, imagens, vídeos, Gifs e outros formatos;
  • Responder comentários, dúvidas, críticas, sugestões, elogios, etc.
  • Convidar os seguidores a conhecerem seu site e blog;
  • Oferecer cupons de desconto e ofertas especiais;
  • Apresentar novidades…

Enfim, as redes sociais podem ser usadas de diversas maneiras, fornecendo inúmeras possibilidades e oportunidades para a sua indústria. Basta saber explorá-las!

Concorrência

Com as redes sociais, você também pode se destacar da concorrência e analisar o que outras indústrias estão fazendo nesses canais, de modo a ter inspirações e referências para colocar em prática em sua página.

Por exemplo, às vezes você está fazendo postagens em formato de imagem uma vez por semana, mas não está vendo muitos resultados. Então você pode avaliar concorrentes e ver o que estão fazendo que está gerando resultados.

Talvez publicar vídeos ou Gifs esteja funcionando para eles e assim você pode adotá-los em sua página também.

Ou seja, você pode identificar seus pontos fortes e fracos, bem como de seus concorrentes, e ainda avaliar como eles se posicionam no Facebook, Instagram ou qualquer rede social.

Relação custo-benefício

Investir em redes sociais, assim como outras estratégias de marketing digital, é bastante barato comparado com estratégias de marketing mais tradicionais como outdoors e anúncios em rádios, TVs e jornais.

Por exemplo, para criar uma página no Facebook ou Instagram (ou publicar nelas) a sua empresa não paga nada, são ferramentas gratuitas. E mesmo a “parte paga” delas, isto é, os anúncios, são bem mais em conta e podem ser criados/ajustados de acordo com o orçamento disponível. Ou seja, há muito mais controle do que é gasto.

Viu como as redes sociais podem ser ótimas para as indústrias?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *