Redes sociais para supermercados: como fortalecer a marca e ganhar novos clientes

Tempo de leitura: 4 minutos

Você sabe como usar as redes sociais para supemercados? Se pensa que é do mesmo jeito que para outras empresas, saiba que não. Pois é, cada segmento tem o seu próprio contexto para essas plataformas.

Hoje em dia, existem mais smartphones ativos no Brasil do que pessoas. Isso significa que grande parte da população está com um celular no bolso e a maioria tem presença em pelo menos uma rede social.

Por isso, ter uma estratégia de redes sociais para supermercados pode deixar o seu mercado mais próximo do público e pronto para gerar mais vendas. Quer saber como? Então siga a leitura!

Use as redes sociais para supermercados de maneira personalizada

O Facebook é a rede social mais popular do Brasil com quase 130 milhões de usuários. Em segundo lugar vem o Instagram (ou o YouTube, se considerarmos a plataforma de vídeos uma rede social).

Por isso, é essencial usar essas várias redes para se comunicar com o seu público. No entanto, isso não significa que todas as plataformas devem ter o mesmo tipo de mensagem.

Por exemplo, o Instagram é uma rede social muito mais “diária” por causa dos Stories do que o Facebook. Na verdade, os Stories permitem que a sua estratégia seja de hora em hora.

É possível ir lá, mostrar os produtos, os bastidores do mercado, a organização e todos os detalhes que fazem o público se engajar mais.

Alguns mercados nos EUA, por exemplo, fazem campanhas relâmpagos no Instagram: você precisa ver os Stories e tirar um print para ganhar um desconto anunciado por lá.

Já no Facebook isso não funciona. A estratégia lá deve ser outra, focada em outros tipos de coisas.

No Twitter e no YouTube é a mesma coisa. A plataforma de vídeos do Google, por ser mais duradoura em termos de validade do conteúdo, pode ser usada para estratégia de Marketing de Conteúdo, inclusive.

Por isso, estude cada uma das redes sociais para supermercados e entenda como usá-las do jeito certo.

Direcione os consumidores para um ponto de venda digital

Um erro comum que muitos mercados utilizam na Internet é fazer toda a estratégia de comunicação e esperar que a pessoa saia do online e vá para o digital.

Em boa parte dos casos, isso funciona sim. É fato. O marketing digital para supermercados funciona, portanto, como uma espécie de branding para manter sua marca sempre na cabeça das pessoas.

No entanto, em outra grande parte dos casos, o ideal é direcionar o público para um ponto de venda digital. Assim, você garante que não perderá a oportunidade de vender para aquela pessoa.

Se você não tiver um site ou plataforma de vendas online, deve usar um aplicativo de terceiros para isso. O melhor, nesse caso, é o Rappi Supermercados. O app conta com uma base muito sólida de clientes que o baixam para comprar de farmácias ou restaurantes e pode ser utilizado para gerar mais vendas para o seu negócio.

Invista em anúncios ou impulsionamentos geolocalizados

Suponha que você tem um supermercado no bairro de Santana, em São Paulo. Vale a pena anunciar a sua mensagem para alguém que mora em São Caetano do Sul, no ABC Paulista?

Não vale a pena. Aliás, sequer vale a pena anunciar para alguém que mora em São Paulo, mas em um bairro longe, como Palhereiros ou Grajaú. Afinal, dificilmente a pessoa vai atravessar a cidade para ir em um supermercado.

Por isso, o mais recomendado é limitar as suas mensagens publicitárias para o público que mora e vive perto do seu mercado, em termos geográficos mesmo.

Para isso, o mais indicado é usar a ferramenta de geolocalização dos anúncios e impulsionamentos das redes sociais. É possível delimitar um raio de X quilômetros do seu supermercado e só falar com pessoas que vivem ali, o que garante que você só impactará quem tem chance de ser seu cliente.

Não tenha uma linguagem excessivamente institucional

Um erro muito comum usado por muitos supermercados nas redes sociais é usar uma linguagem muito institucional e comercial.

Basicamente, o perfil nas redes sociais para supermercados só fala de produtos e preços, mais nada.

Isso é um erro pois as redes sociais funcionam com base em engajamento. Quanto mais engajamento, mais alcance, mais vendas e mais impacto. Um texto institucional não é interessante para gerar engajamento e, por isso, não se dá bem na Internet.

Também não é para o seu perfil ser todo “engraçadinho” e postar memes o tempo todo. O ideal é encontrar um meio termo com uma linguagem acessível, humanizada e calorosa, para gerar conversa e engajamento com os seguidores.

Uma forma de fazer isso é dar um rosto para o seu mercado. Pode ser um ator ou profissional de marketing com boa desenvoltura para interagir com os seguidores.

Com essas dicas de redes sociais para supermercados, seu negócio poderá se atualizar para o Século XXI e vender mais com o poder da Internet.

Gostou das dicas? Então comente abaixo com a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *