Como criar um Avatar no marketing digital?

Tempo de leitura: 30 minutos

Como criar um avatar? Quando falamos sobre o mercado digital, o sucesso depende de alguns fatores, dentre eles, entender muito bem o seu público-alvo.

Por quê? O seu público-alvo nada mais é que o seu cliente ideal, ou seja, a mais próxima a comprar o seu produto. Todavia, como é de costume, as pessoas possuem objeções, desculpas para não comprar o que você está oferecendo.

Neste momento, ter um avatar do seu público-alvo bem definido, é fundamental. Dessa forma, você consegue definir qual tipo de linguagem você vai utilizar, o que vai mostrar e claro, como vai transformar o público-alvo em futuros clientes.

Por que é importante saber a diferença entre público-alvo persona e avatar?

As empresas devem saber o que as pessoas querem antes de produzir produtos ou serviços. Isso significa que eles precisam entender as necessidades dos clientes e, em seguida, criar algo que satisfaça essas necessidades. Os consumidores que se identificam com as marcas tendem a gastar mais dinheiro com elas.

O que é um Avatar?

Como citado anteriormente, o Avatar nada mais é que a personificação do seu cliente ideal. Todavia, quando falamos em um Avatar, estamos literalmente dando vida para algo que não existe. Neste caso, o que você vai criando um cliente “imaginário”.

Por quê? Em resumo, com base nesse cliente, você vai conseguir extrair todas as informações necessárias que você precisa para ter êxito em seu objetivo final: vender.

Até porque, em muitos casos você pode ter o produto certo, o público-alvo certo, porém, vender da forma errada.

Como assim? Imagina que você está vendendo um produto sobre aprender inglês, certo? Todavia, você está tentando vender esse produto para jovens que querem ir para a Disney. Mas o seu público-alvo de fato são adultos que precisam aprender inglês para conseguir empregos melhores.

Entendeu a diferença? No mesmo nicho, trabalhando com o mesmo produto, você pode zerar em suas vendas por simplesmente não definir o seu avatar.

O que é persona?

Persona é a representação fictícia do comprador ideal. É baseado em dados reais sobre o comportamento e a demografia de seus clientes. Ele também apresenta uma história de sua vida pessoal, motivações, objetivos, etc. Em uma análise rápida, você pode identificar características comuns entre os potenciais clientes.

Muitas informações sobre nossos clientes podem ser encontradas aqui. Podemos ver que tipo de produtos eles preferem, quanto tempo passam online, que tipo de dispositivos usam etc. Esses dados podem nos ajudar a entender melhor nosso público.

Foco em clientes satisfeitos e insatisfeitos. Você certamente aprenderá algo sobre como seu produto é percebido e quais desafios seus clientes enfrentam.

Persona o que é e como criar uma para a sua empresa

Uma persona é uma representação fictícia baseada em dados reais sobre os hábitos de compra de uma pessoa. Ajuda as empresas a criar conteúdo que as atraia.

Uma persona é o cliente ideal do seu negócio. Você deve saber quem ele é antes de iniciar qualquer campanha de marketing. Ao criar uma persona, você precisa focar nos seguintes aspectos: idade, gênero, interesses, hobbies, localização, ocupação, etc.

Neste post, estamos abordando o conceito de persona e mostrando sua importância para um negócio, ainda estamos ensinando como criar um Modelo de Persona Ideal para orientar corretamente as ações da sua empresa.

criar um avatar

Qual é a diferença entre persona e público-alvo?

Há alguma confusão sobre este conceito. Persona e público-alvo não são sinônimos! Veja um exemplo prático: Público Alvo: Homens e mulheres, de 25 a 35 anos, casados ou em união estável, formados em medicina, com salário médio mensal de R$ 7.000. Pretendem aumentar o número de filhos que têm e gostam de viajar.

Pedro Paulo é um jovem que quer estudar no exterior. Ele é recém-formado e quer se desenvolver profissionalmente estudando no exterior. Ele é solteiro e sempre sonhou em fazer um intercâmbio. Ele quer ir estudar no exterior.

O público-alvo é uma parte ampla da sociedade que você deseja vender seu produto ou serviço. Você precisa saber que tipo de pessoa você está segmentando, porque isso o ajudará a criar uma persona. Uma persona é uma representação do seu cliente ideal de forma mais humanizada. Isso é diferente de um perfil demográfico. Demografia são informações gerais sobre pessoas, enquanto personas são informações específicas sobre pessoas. As personas são usadas para entender como os clientes se comportam e interagem com sua marca.

Não há necessidade de se limitar escolhendo uma única persona. Você deve ter mais de uma persona. Ter mais de uma persona ajuda você a ganhar mais atenção. Exagerar faz com que sua estratégia perca o foco.

Por que criar uma persona?

Personas são passos fundamentais dentro de uma estratégia de marketing digital. Nós os criamos para enviar a mensagem certa, para as pessoas certas e, assim, ter mais chances de sucesso. Sem personas definidas, é possível que sua estratégia se perca e fale português para quem só fala grego. Ou promove cortes de carne para vegetarianos. Ou oferece um produto destinado à classe B para a classe D. Os exemplos são muitos.

Personas ajudam a determinar que tipo de conteúdo você precisa criar. Você define o tom e o estilo do conteúdo que cria. Você também ajuda a projetar suas estratégias de marketing segmentando o público certo.

Questões que ajudam a definir uma persona

Uma persona é um indivíduo que representa as características de um grupo de pessoas. Você pode usá-los para descrever clientes ou prospects. Para criar uma persona, comece com os traços mais comuns do seu público-alvo. Em seguida, adicione mais detalhes sobre cada pessoa com base na pesquisa. Por exemplo, se sua empresa vende software, você pode incluir as seguintes informações sobre sua personalidade: idade, sexo, nível educacional, cargo, renda, estado civil, filhos, hobbies, interesses e localização.

Um cliente em potencial é um indivíduo fisicamente apto, mentalmente alerta e emocionalmente estável. Ele está interessado em comprar produtos ou serviços relacionados à saúde. Ele geralmente está envolvido em atividades físicas, como corrida, natação, caminhada e ciclismo. Ele é educado e bem lido. Ele é desafiado por problemas financeiros e outras questões pessoais. Ele consome artigos de notícias sobre saúde e medicina. Ele lê livros sobre saúde e medicina e assiste a programas de televisão sobre saúde e medicina regularmente.

Você deve pensar no que a pessoa que compra seus produtos ou serviços está procurando. Essa pessoa pode estar interessada em certos tópicos relacionados ao seu setor. Ela também pode estar interessada em outros tópicos que você ainda não pensou.

Como fazer entrevistas para criar as personas?

Entrevistar seus clientes é uma excelente maneira de aprender sobre eles. Você pode observar como eles se comportam online, analisar seus perfis e ver se há algum padrão. Você também pode escolher clientes com base no tipo de pessoa que deseja segmentar.

Uma lista de perguntas que você deve fazer aos seus entrevistados sobre cada persona. Você também terá algumas ideias sobre como estruturar a entrevista.

Estou interessado em saber mais sobre seus hábitos de compra. Você pode querer me enviar um e-mail com suas informações. Obrigado!

Como criar uma persona?

Os perfis dos clientes devem incluir o seguinte:

– Nome

– Idade

– Gênero

– Ocupação

– Interesses

– Hobbies

– Cores favoritas

– Filmes favoritos

– Livros favoritos

– Música favorita

– Esportes favoritos

– Alimentos favoritos

– Sobre o que você quer saber mais?

Idade;. Escritório;. Habitat;. Frustração;. Desafio;. Crença;. Passatempo;. Estilo de vida;. Hábito de compras;. Qual mídia você prefere;. Quem os influencia;. Tecnologia utilizada;. Critérios de decisão no momento;. Momento da jornada de compra em que você está. Criamos nome para as personas porque facilitamos os debates internos, visando a Persona. Por exemplo: ‘Mas você acredita que Joanna estaria interessada nisso?’

Uma persona é uma personificação de um usuário individual. Pode ser uma pessoa real, ou pode ser um personagem fictício. O design da persona deve incluir elementos visuais como rosto, estilo de cabelo, roupas, etc.

Quero mostrar aos meus leitores o que outras pessoas pensam sobre o meu tópico. Esta é uma excelente oportunidade para fazer alguma pesquisa e obter feedback de outras pessoas que compartilham interesses semelhantes aos meus.

O poder do avatar no marketing digital

Avatares são pessoas que representam sua empresa ou marca. Eles são a cara da sua empresa. Avatares geralmente são criados usando programas de software como Adobe Photoshop ou Microsoft Paint. Avatares são frequentemente usados em mídias sociais e jogos online.

Sua persona deve ser baseada nos comportamentos e dados demográficos de seus clientes. Sua persona orienta a criação do seu conteúdo e marketing digital. Você gasta apenas o necessário para vender mais.

Seu público-alvo são as pessoas que compram produtos online. Você precisa saber como alcançá-los.

Por que criar uma persona?

Personas nos ajudam a entender melhor nosso público. Criá-los nos ajuda a saber que tipo de conteúdo devemos produzir. Também nos ajuda a segmentar o público certo para nossos produtos ou serviços.

Você precisa saber quem é seu mercado-alvo, o que eles estão procurando e como preferem consumir informações. Sua cópia precisa ser escrita com esse conhecimento em mente. Você também precisa entender como maximizar a eficácia de sua cópia.

Ajuda a conhecer melhor o público

Aprender a criar uma persona é muito importante na hora de criar um melhor relacionamento com os clientes. Você deve ser capaz de entender o que eles querem, como eles se comunicam e quais são suas percepções, visões e valores.

Com isso em mente, é possível desenvolver uma linguagem mais pragmática, além de tornar alguém fã da sua marca.

Permite definir melhor o valor do seu produto para o público

Uma persona é uma ferramenta importante para ajudá-lo a entender quem são seus clientes. Você precisa saber o que eles querem e como eles se comportam. Essas informações ajudam você a desenvolver produtos e serviços que atendam às suas necessidades.

Isso ajuda a entender se você está oferecendo suas soluções para as pessoas erradas e pode aplicar preços inadequados de acordo com a realidade. Dessa forma, além de evitar propagandas e atrair pessoas sem correlação com suas soluções, você não precisará sacrificar potenciais lucros.

Auxilia na escolha de melhores canais de comunicação

Uma persona é um indivíduo que representa um grupo específico de pessoas. Entender como identificá-los é importante para conhecer seu público-alvo. No nosso caso, queremos atingir mulheres de 30 anos que gostam de moda. Podemos usar as redes sociais onde essas mulheres são ativas e visitam com frequência. Podemos destacar Pinterest, Instagram e YouTube como exemplos.

Este é um exemplo de como você deve usar a função de entrada/saída. Você precisa levar em consideração o que deseja fazer quando estiver usando esta função. Neste caso, queremos dar aos nossos clientes algumas dicas sobre como começar conosco. Também queremos que eles se sintam confortáveis conosco porque vamos trabalhar juntos.

Colabora na definição de estratégias de marketing digital

Uma persona deve ser usada para definir estratégias de marketing. Ter um funil de vendas específico para a persona pode fazer a diferença.

Ajuda a definir o melhor tom de voz da marca

O tom de voz é importante na comunicação online. Você precisa saber com que tipo de pessoa está falando. Isso ajuda você a entendê-los melhor e tirar mais proveito da conversa.

O tom de voz é uma parte importante de qualquer estratégia de marketing. O tom de voz de uma pessoa deve ser consistente em todas as plataformas.

Otimiza a experiência dos usuários com a marca

A experiência do usuário é um dos principais pontos do marketing digital. Para ter sucesso é preciso cuidar para que o usuário tenha todas as informações de que precisa, e que a linguagem utilizada seja adaptada à realidade da pessoa. Isso se reflete na forma como a pessoa percebe sua marca.

Projetar uma interface deve levar em conta as necessidades e expectativas do usuário. Esse aspecto nos ajuda a entender como os usuários interagem com nossos produtos.

Coleta de dados dos usuários e clientes

Sua persona é a personificação do seu negócio. Você precisa saber quem ele ou ela é e o que ele ou ela faz. Para fazer isso, você deve estudar seus clientes e usuários. Descubra o que eles pensam sobre o seu negócio. Entreviste-os para entender melhor como eles percebem sua empresa.

Uma pesquisa qualitativa é um método eficaz para obter feedback dos clientes. Você deve usar esse método quando quiser saber o que as pessoas pensam sobre seu produto ou serviço. As pessoas interessadas em seu produto ou serviço estarão dispostas a responder a perguntas. Isso é porque eles querem ajudá-lo a ter sucesso.

Analise os dados coletados

Após realizar pesquisas de mercado e entrevistar potenciais clientes, é importante organizar as informações coletadas e analisar o que se repete constantemente. Crie uma tabela no Excel ou no Planilhas para tabular essas informações. Isso facilitará a verificação e a compreensão de dados comuns. Ter menos perguntas abertas permite verificar rapidamente os dados coletados.

Estruture a Persona

Seu nível de educação é alto o suficiente para torná-lo um empreendedor de sucesso. Você trabalha em um escritório, mas também é muito criativo. Você adora viajar e gosta de passar o tempo ao ar livre. Você prefere investir seu dinheiro em imóveis em vez de ações ou títulos.

Um negócio semelhante ao meu é uma empresa que vende produtos ou serviços para outras empresas. Estou procurando um negócio semelhante ao meu porque quero saber que tipo de pessoas trabalham lá. Também quero conhecer os hábitos e comportamentos de consumo dos meus clientes.

Exemplo de persona

A persona do usuário que visitou nosso site foi criada com base em seus interesses e hobbies. Ele/ela se interessa por música e toca bateria.

Depois de construir esse referencial podemos ser muito mais agressivos na hora de vender produtos ou serviços. Podemos nos concentrar em: aulas bônus com música rock, porque você prefere música rock;.

Ele deve ter a opção de comprar parcelado, já que não tem muito dinheiro. Ele deve receber dicas mais avançadas, já que este é seu primeiro estágio. Aulas curtas devem ser priorizadas sobre as mais longas. Ele também deve receber algum tipo de incentivo se concluir certas tarefas ou terminar uma aula mais cedo.

Defina sua área de atuação

Você deve começar falando sobre algo que conhece bem. Isso tornará seu conteúdo mais interessante e relevante.

Assim que decidi sobre o que ia falar, minha área de atuação seria escrever, e comecei a postar meu conteúdo, percebi quem eram as pessoas que mais acessavam meu material. Mesmo que eles ainda não tivessem comprado nada na minha página de vendas, eu já tinha informações sobre quem as pessoas estavam mais interessadas no que eu dizia.

Interaja com as pessoas

Para entender melhor o que seus potenciais clientes precisam, quais podem ser suas dores que ainda não foram resolvidas, você deve conversar com eles. Você pode começar interagindo com eles online. Isso ajudará você a saber mais sobre as necessidades deles e também a obter feedback de pessoas que já podem estar usando seu produto ou serviço.

O Facebook é uma ótima rede social para isso. Você encontrará grupos focados em vários nichos diferentes. Aproveite os fóruns de perguntas desses grupos e analise os perfis das pessoas que estão neles, para definir qual seria sua persona.

Como escolher o tipo mais apropriado?

Uma persona é o nome dado a um personagem ou personagens usados por um escritor. É a personalidade de uma pessoa que representa uma marca. Neste caso, estamos falando de uma persona para uma empresa que deseja melhorar sua presença online. Essa persona deve ser humanizada e ter um tom de voz eficaz.

A persona do comprador é a opção mais importante para um site de comércio eletrônico. Para aumentar as vendas, você deve se concentrar em saber que tipo de pessoas comprarão seu produto. Você precisa entendê-los o melhor possível.

Personas são a chave para o sucesso do marketing. Defina-os bem e você obterá melhores resultados. Certifique-se de saber exatamente o que está tentando realizar antes de começar a criar personas.

Aprofundar o conhecimento sobre o público

Uma buyer persona é uma descrição de um tipo específico de consumidor. Você pode usá-lo para definir melhor seu público. Por exemplo, se você estiver vendendo um carro, poderá criar uma persona para alguém que não deseja gastar mais de US$ 50 mil em um veículo. Essa persona pode incluir detalhes como: trabalha em um ambiente de escritório, dirige uma minivan ou SUV e prefere uma transmissão manual.

Entender o valor do seu produto para o público

Estudantes do ensino médio estão cheios de dúvidas sobre qual carreira seguir. Eles sonham em ir para uma faculdade que eles gostam. O vestibular é uma etapa difícil, e é o caminho para entrar na faculdade certa.

Há o espaço que a marca ocupa na vida da pessoa, o valor que ela tinha para o público. Portanto, a persona ajuda a entender por que a marca pode ser útil para o público.

Definir os canais de comunicação com o público

A persona é o canal que o público menos usa. É nestes canais menos utilizados que deve estar presente para comunicar com os seus clientes.

Definir pautas do Marketing de Conteúdo

Personas são uma parte fundamental do marketing de conteúdo. Cada persona levanta dúvidas e necessidades sobre o produto. Esses posts podem ser usados como agendas em blogs ou redes sociais. O conteúdo deve ajudar as pessoas a resolver seus problemas ao longo do processo de compra.

Definir a melhor linguagem e tom de voz

Uma persona é um personagem imaginário que representa uma pessoa ou grupo de pessoas. Você deve estar ciente disso ao criar conteúdo. Por exemplo, você pode criar uma persona para uma determinada faixa etária (jovem, meia-idade, velha) ou gênero (masculino, feminino). Você pode até criar uma persona para um grupo de interesse específico (por exemplo, fãs de esportes, ambientalistas etc.).

Otimizar a experiência do usuário no site

As personas são utilizadas para elevar o perfil comportamental dos usuários. Eles também ajudam os designers a entender melhor como as pessoas interagem com o site. Personas os ajudam a identificar as necessidades dos usuários e planejar de acordo.

Designers e desenvolvedores trabalham duro para garantir que os usuários tenham a melhor experiência possível. Eles tentam garantir que tudo funcione bem em conjunto.

Como coletar dados dos clientes para criar as personas?

A primeira coisa que você precisa fazer é definir seus objetivos. Você precisa saber com quem você quer falar e por quê. Em seguida, você precisa planejar como obterá informações sobre eles. Finalmente, você precisa criar um roteiro de entrevista.

Seu objetivo é claro. Agora você precisa descobrir que tipo de pessoas compram seus produtos. Isso inclui clientes atuais e potenciais. Você também deve considerar outros grupos de pessoas que possam estar interessadas em seus produtos.

Pesquisas quantitativas medem o comportamento de um grupo maior de clientes. As pesquisas qualitativas são menos numerosas e fornecem informações mais detalhadas sobre o cliente.

Os estudos quantitativos nos permitem coletar grandes quantidades de dados, enquanto os estudos qualitativos nos permitem entender os sentimentos e comportamentos das pessoas. Ambos os tipos de pesquisa são importantes, pois precisamos saber o que as pessoas pensam sobre nossos produtos e serviços.

Adele Revella recomenda ter menos entrevistas do que você pensa, mas se você fizer de 8 a 10, obterá as mesmas informações repetidamente. Você pode usar questionários para representar um grupo maior de pessoas. Uma calculadora de exemplo ajuda a determinar quantas pessoas abordar.

Há muitas maneiras de realizar pesquisas online. Alguns são gratuitos, outros exigem pagamento. Você pode enviar a pesquisa por e-mail, fazer um telefonema ou até mesmo colocar uma enquete em seu site. Outra ferramenta interessante chama-se HotJar, que permite aos usuários inserir enquetes na própria página, em páginas específicas. Dessa forma, você pode coletar as respostas dos consumidores no mesmo local em que eles estão procurando informações.

Você pode usar um questionário para coletar informações sobre sua base de clientes. Esse método é mais eficaz quando usado em conjunto com outros métodos, como telefonemas ou e-mails. Ao usar esse método, certifique-se de dar a seus clientes algo em troca de seu tempo.

Quais perguntas fazer aos clientes?

Demográfico: Que tipo de pessoas compram este produto? Pessoal/Profissional: Como sua personalidade influencia seu comportamento de compra? Consumo de conteúdo: Que tipo de conteúdo você consome? Hábitos de compras: onde você compra? Relacionamento com a Empresa: Você se sente satisfeito com o serviço prestado pela empresa?”

Um questionário demográfico é usado para coletar informações sobre o usuário.

Ou seja, essas informações são então usadas pelo sistema para fornecer conteúdo relevante ao usuário.

Por exemplo, se o usuário responder que é do sexo masculino e tem menos de 25 anos, o sistema apresentará a ele conteúdos relacionados a jovens do sexo masculino.

As redes sociais são usadas pelas pessoas para compartilhar informações e se comunicar com amigos. As pessoas os usam para se manterem informados e aprenderem coisas novas. As marcas usam as mídias sociais para se promover. Os consumidores usam as mídias sociais para fazer compras e aprender sobre as marcas.

(Se B2C) Quais marcas você usa? Como é o processo de compra? Como é o relacionamento com a empresa? O que o levou a olhar para as soluções da empresa X? Como a Empresa X ajuda você a resolver seus desafios. Qual é o produto/serviço da mais alta qualidade? Use essas perguntas para criar seu questionário, adaptando-o de acordo com seu segmento e sua pergunta sobre os clientes.

As entrevistas devem ser conduzidas usando roteiros de perguntas. Os clientes podem estar relutantes em responder a algumas perguntas. Você precisa ser sensível para entender que tipo de respostas seus clientes dariam.

Como analisar os dados coletados?

O perfil do cliente inclui as seguintes informações:

– Nome

Quase todas as pessoas que participaram desta pesquisa tinham um diploma universitário. A maioria das pessoas usa o Instagram para interagir com empresas. Podemos ver que a maioria das pessoas tem um tipo de personalidade semelhante. Isso significa que podemos agrupá-los em grupos com base em suas respostas.

Como estruturar a persona?

Uma persona é um ser humano real. Ele interage com a marca, lê seu conteúdo, compra seus produtos. Uma persona não é uma lista de tópicos. Pense nele como um ser humano real. Desenvolva um texto descritivo sobre essa pessoa.

Uma boa solução é contar histórias sobre seus clientes. Você pode narrá-los como se estivesse falando com eles. Isso ajuda você a entender seus hábitos, comportamentos e como eles se relacionam com sua marca.

Quais as principais dúvidas na hora de criar uma persona?

Já respondemos algumas das perguntas mais frequentes sobre nosso produto.

Dá para criar mais de uma persona?

Você deve criar vários perfis para cada cliente, desde que eles não interfiram entre si. Sua empresa não precisa ser exagerada ao criar várias personas.

Os clientes devem ser tratados como entidades separadas, mas se compartilharem necessidades semelhantes, poderão ser mesclados em uma única pessoa.

Como criar personas para empresas BB?

Personas são sempre pessoas. As pessoas que compram coisas são chamadas de clientes. As empresas também podem ser clientes, mas os tomadores de decisão ainda são pessoas. A pesquisa deve ser realizada com essas pessoas.

Os analistas desempenham um papel importante na tomada de decisões sobre a compra de produtos ou serviços. Os gerentes influenciam as decisões tomadas pelos analistas. Os diretores controlam os gerentes. Os proprietários de empresas tomam decisões sobre quais produtos ou serviços comprar.

Como criar uma persona sem clientes?

Existem muitas maneiras de obter informações sobre as pessoas que interagem com sua marca. Você pode perguntar diretamente (pesquisas), observar o que eles fazem online (análise de mídia social) ou analisar seu comportamento offline (visitas à loja de varejo).

A pesquisa de mercado é uma parte importante de qualquer plano de negócios. Você precisa saber quem são seus clientes antes de começar a vender para eles. Essas informações ajudam você a entender que tipo de produtos e serviços eles desejam. A pesquisa de mercado fornece informações valiosas sobre como as pessoas pensam sobre seu produto.

Você pode usar a pesquisa de mercado para ajudá-lo a identificar clientes em potencial e saber mais sobre eles. Por exemplo, você pode fazer perguntas de pesquisa para ver que tipos de coisas as pessoas compram online. Ou você pode realizar grupos focais para conversar com as pessoas sobre suas experiências comprando algo online.

Como criar estratégias e conteúdos para a persona?

As estratégias de marketing devem ser definidas pelas necessidades de cada persona. Para isso, precisamos saber o que nosso público quer. Precisamos entender quem são nossos clientes. Em seguida, precisamos criar uma mensagem que corresponda às suas necessidades.

Personas são perfis de usuários criados por meio da análise de dados coletados do comportamento do usuário. Você deve criar personas antes de projetar qualquer site. Você precisa saber quem é seu público, o que eles querem e como eles se comportam ao usar seu site.

Ao criar campanhas pagas, as personae ajudam a definir a segmentação do público e criam uma mensagem mais atraente, persuasiva e que realmente comunica bem com eles. É importante pensar no que seria coerente com a persona e se ela gostaria ou não de ler esse conteúdo. Ela provavelmente iria gostar de ler esta campanha.

Blogs, infográficos, podcasts e newsletters são os formatos de conteúdo mais eficazes para o marketing de topo de funil. As redes sociais são úteis para o marketing de fundo do funil.

Meio do funil: postagens do blog (mais densas). Parte inferior do funil: casos de clientes, webinars de vendas, análises de produtos, demonstrações de produtos, conversa com um consultor.

Os adolescentes querem smartphones. Eles também querem saber que tipo de telefone devem comprar. Isso significa que os adolescentes querem informações sobre smartphones. Eles também querem conselhos sobre como comprar um smartphone.

O inbound marketing é uma estratégia importante porque ajuda você a alcançar seu público-alvo. Você precisa criar conteúdo que atraia as pessoas para seu site ou blog. Este conteúdo deve ser útil e interessante para eles.

Passos simples para criar um avatar

Hoje em dia, quando falamos em como criar um Avatar, muitas pessoas acabam deixando de lado essa etapa tão importante. Em muitos casos, por exemplo, existem “profissionais” que acabam pegando um avatar pronto na internet e utilizam dentro da sua estratégia.

No entanto, saber como criar um Avatar para o seu produto ou serviço, é importante para todas as etapas de um processo do marketing digital.

Para você ter resultados no tráfego orgânico, por exemplo, o Avatar definido vai auxiliar na forma como você vai posicionar seus conteúdos e como você vai utilizar suas estratégias de SEO (Otimização para motores de busca) para melhorar seu ranqueamento e consequentemente seu faturamento.

Agora que você entendeu a importância do Avatar, abaixo verá 5 passos simples, 5 detalhes que não podem deixar de faltar no seu “cliente ideal”. Vamos lá!

1. criar um avatar pelos Desejos

Em primeiro lugar, um dos gatilhos mentais mais importantes dentro do marketing digital para gerar conversão é o desejo. No caso dos desejos, é importante que você responda uma simples pergunta:

O que ela quer para se sentir realizada?

Como assim? Você precisa entender o que o seu público-alvo quer, quais são seus anseios. Em muitos casos, o anseio do seu público é entrar em um vestido de casamento, por outro lado, esse desejo pode ser melhorar a qualidade de vida, fugir de doenças ou mesmo correr a São Silvestre no final do ano.

Ter isso muito bem definido vai ajudar você na hora de criar a sua estratégia de conversão.

2. Criar um avatar por suas Necessidades

Em segundo lugar, muitas pessoas possuem um sinal de urgência dentro delas, sinais que colocam o seu cérebro em estado de alerta. No caso do Avatar, as necessidades são um fator-chave para o sucesso da sua estratégia.

Por quê? Quando se trata de necessidades, queremos responder à pergunta: O que a pessoa necessita naquele momento?

Ao contrário do desejo que é algo superficial, como uma viagem para Maldivas, a necessidade é urgente e um ponto que se explorado da forma correta, pode gerar muitas conversões.

Para quem trabalha no nicho de emagrecimento, uma abordagem para o Avatar é cuidar da saúde após ter tido um infarto, por exemplo.

Todavia, com o mesmo produto de emagrecimento, você pode utilizar uma abordagem para outro tipo de Avatar mostrando como o sedentarismo pode ocasionar casos de depressão, ansiedade e síndrome do pânico e como uma vida saudável pode combater essas doenças.

Conseguiu notar? Em ambos os casos, estamos trabalhando com uma necessidade do seu Avatar, porém, sem mudar o nicho de atuação e muito menos o produto.

3. criar um avatar conhecendo suas Dores

Em terceiro lugar, esse provavelmente é o gatilho mental mais forte e consequentemente, deve ser o passo da criação do seu avatar mais importante.

Hoje em dia, as pessoas possuem muitas dores, muitas vezes são traumas que afetam aquela pessoa específica. Todavia, como ela, existem muitas outras pessoas com esse mesmo problema.

No nicho de marketing digital, por exemplo, uma das dores comuns é não conseguir vender. No mercado digital, muitos começam com a promessa de dinheiro fácil, mas acabam se decepcionando.

Neste caso, essa frustração gera dores e consequentemente traumas. Porém, quando uma pessoa tem um trauma, automaticamente aquilo se torna uma fragilidade dentro dela. Consequentemente, se abordado da forma correta, você pode transformar essa dor em motivação para tentar de novo.

Todavia, da mesma forma que ela fica sensível e de fácil acesso, ela também fica pensativa. Portanto, para você conseguir converter o avatar com dores em um cliente satisfeito, responda às seguintes perguntas:

  • Por que ele precisa do seu produto?
  • Como esse produto vai sanar a dor do Avatar?

Assim que encontrar ambas as perguntas, o seu Avatar vai estar quase completo. Porém, ainda faltam 2 passos.

4. Solução

Em quarto lugar, a solução é como se fosse a conclusão do seu avatar. Nesta etapa, o segredo aqui é juntar os 3 passos acima e criar uma solução para cada um dos problemas (dores, necessidades e desejos).

Para ajudar nesse passo, você só precisa responder à pergunta: O que fazer para solucionar aquele determinado problema? 

5. Perfil para criar um avatar

Por fim, essa etapa é um pouco mais simples, pois, nesse passo, sua única função é definir as características principais do seu avatar.

Nesse passo, sua função é responder perguntas simples sobre o perfil do seu público-alvo, como, por exemplo:

  • Onde mora?
  • Trabalha? Onde trabalha?
  • Estuda? Estuda o quê?
  • Qual é o gênero do Avatar?

Ficou alguma dúvida sobre como criar um avatar?

Em conclusão, desenvolver um avatar do zero pode ser uma missão difícil, porém, um avatar nada mais é que o cliente ideal para aquilo que você está vendendo.

Em resumo, quando falamos sobre criar um avatar, o mesmo vai ser útil para você criar toda a sua estratégia a partir dele. Caso contrário, é possível que você tente vender o produto certo, para o público certo, porém, da forma errada. Um erro simples, mas fatal.

ENTRE EM CONTATO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *