Google EAT

Tempo de leitura: 14 minutos

Google EAT: o que é e como ajuda nas estratégias de SEO

Você já deve ter ouvido falar do Google EAT

O termo ganhou notoriedade depois que o Google anunciou uma atualização importante em 2018.

Por conta disso, diversos profissionais começaram a debater a importância da sigla “R” (de Rank) nas páginas de resultados. 

Desde então, tenho recebido várias perguntas de pessoas envolvidas com a área.

O que é o Google EAT afinal?

O que isso faz?

Por que essa sigla é usada com tanta frequência?

Então criei esse conteúdo e respondi a todos eles.

Hoje, vamos aprender tudo o que você precisa saber sobre o EAT do Google e como você pode usá-lo para melhorar seus esforços de SEO.

Se você se preocupa com marketing digital, SEO e publicidade online, precisa ler este artigo.

O Google EAT é importante?

Sem duvida alguma muitas empresas querem estar na primeira pagina do Google.

O grande problema é que na maioria das vezes acreditam que ja entendem tudo do algoritmo do Google.

É muito importante entender  que o Google passa por milhares de atualizações.

Como consequência, estar por dentro dessas atualizações é fundamental.

Por que? 

Porque a maioria das vezes o que se sabe sobre o algoritmo do Google ontem, hoje já não tem mais o mesmo valor.

O Google esta em constante processo de atualização.

Portanto estar por dentro dessas atualizações é super importante.    

Google EAT  é um conceito apresentado pelo Google que avalia a qualidade das páginas da web. Isso ajuda a melhorar a classificação da sua página.

O Google usa um algoritmo chamado EAT (Expertise, Authoritativeness, Trustworthiness) para determinar quais sites aparecem no topo de seus resultados de pesquisa. Ele avalia a qualidade do conteúdo de cada página, incluindo o número de links que apontam para a página, a frequência com que a página aparece nas pesquisas e a idade da página.

Google EAT: Expertise, Autoridade e Confiança são os três fatores que compõem o algoritmo EAT do Google. Dominá-los é essencial para conquistar as melhores posições. 

IMPACTO-SEO-GOOGLE-EAT

Google EAT O que é e como melhorar seus rankings

Google EAT significa Expertise, Autoridade e Confiança.

Esta atualização foi feita por causa de práticas de spam por webmasters, que estavam tentando enganar o Google para mostrar a eles classificações mais altas. Para combater esse problema, o Google criou novos algoritmos que penalizam essas práticas.

Desde então, comecei a receber várias perguntas de pessoas envolvidas com SEO. Mas o que é o Google Eat? Qual é a sua funcionalidade e por que essa sigla é tão popular. Então resolvi criar conteúdo e responder a todas essas perguntas. O artigo de hoje contém tudo o que você precisa saber sobre o EAT do Google e como usá-lo para melhorar seus esforços de otimização.

O que é E.A.T. e por que isso é importante?

O algoritmo do Google é um mistério. Também seria ótimo se pudéssemos ver como a fórmula funciona, mas isso não é possível. Cada atualização é lançada e milhares de pessoas discutem o que as mudanças significam.

O Googlebot é a principal fonte de receita para muitas empresas. A maioria dos profissionais de marketing on-line está tentando descobrir como ganhar dinheiro usando o Googlebot. O Googlebot não fala sobre seus segredos.

Ao buscar informações da mais alta qualidade, o pesquisador deve usar o EAT como guia para encontrar o que precisa. O EAT consiste em três componentes: expertise, autoridade e confiabilidade.

O Google dá algumas dicas úteis para quem se arrisca em SEO.

Abaixo, aprenderemos sobre as diferentes partes do Google EAT. Também veremos como essas partes funcionam juntas para ajudá-lo a pesquisar melhor.

Expertise – Especialização

A experiência é o ativo mais valioso quando se trata de otimização de mecanismos de busca. Você deve tentar obter o máximo de experiência possível usando diferentes ferramentas e métodos.

Domínios mais antigos são mais fáceis de classificar porque têm mais links apontando para eles. Isso significa que há mais páginas com links para eles. Essas páginas também são provavelmente escritas por autores especializados.

Há uma série de dados informando ao bot que aquela página foi escrita por um especialista. Isso é uma resposta à grande quantidade de sites que usam otimização de palavras-chave para criar muito conteúdo de baixa qualidade. Então, se dentro de um site houver uma série de conteúdos relacionados por um longo período de tempo, isso aumenta o nível de expertise.

Páginas suplementares ajudam a classificar outras. Postagens recorrentes são importantes porque contribuem para a qualidade geral da página. Postagens de qualidade também são importantes porque aumentam suas chances de obter uma classificação mais alta.

Authoritativeness – Autoridade

A autoridade é dada às páginas que fornecem respostas às perguntas feitas pelo usuário. Os usuários que usam o mecanismo de pesquisa geralmente encontram as informações certas nessas páginas.

Esta página foi encontrada pesquisando a palavra-chave ‘métricas’ e clicando no primeiro resultado. Havia 2 backlinks apontando para esta página. O tempo médio gasto na página foi de 1 minuto.

Cada página da web tem sua própria Autoridade de Página (PA). Um único link em uma página de alta relevância pode ser mais valioso do que dezenas de links em páginas de baixa qualidade. Este componente é diretamente influenciado pelo PR, assim como

Trustworthiness – Confiabilidade

Para que o Google pense que uma página é confiável, ela precisa ser bem classificada pelo Google.

Discutimos vários elementos, incluindo a segurança do site.

Há mais.

Páginas com links quebrados, malware, itens em excesso ou velocidade de carregamento lenta são penalizadas pelo Google.

Assim como textos com conteúdo de baixa qualidade, erros gramaticais, falta de escaneabilidade, navegabilidade comprometida e que não oferecem proteção de dados.

Você pode ver que o Google é duro em sua avaliação.

O EAT resume tudo em um número que representa sua pontuação geral.

Mas, convenhamos, o objetivo é nobre: dar a melhor resposta ao cliente.

GOOGLE-EAT-O-QUE-SIGNIFICA

 O que Google tem falado sobre o EAT?

Este site é uma fonte especializada de informações sobre hábitos alimentares.

avaliadores de qualidade são pessoas que avaliam a qualidade do seu site. Este é um fator importante em SEO porque influencia quantos visitantes você recebe.

Isso significa que há mudanças frequentes no sistema com base em novos dados.

Qual é o impacto do EAT no YMYL e o que é YMYL?

YMYL: Your Money or Your Life (Seu dinheiro, sua vida).

É uma classificação para páginas que possuem relevância o suficiente para poder impactar a vida das pessoas que visitam seu conteúdo.

Para o algoritmo, entender o propósito da página é extremamente importante.

Por exemplo, se o seu site tiver uma página de conteúdo informativo sobre marketing on-line e todo o seu site for projetado para compartilhar conteúdo educacional relacionado ao tópico, poderemos identificar a finalidade do seu site.

Com uma avaliação em nível de página, o algoritmo busca a finalidade de cada página e entende que alguns conteúdos são mais sensíveis ao usuário do que outros.

Ao considerar a responsabilidade pelas buscas que oferece aos usuários, o Google entendeu que determinados assuntos podem interferir na saúde — financeira, física e mental — do usuário.

Criou assim o conceito de YMYL.

Your Money, Your Life (YMYL) é uma abordagem para classificação de páginas que determina quais páginas são mais relevantes para o usuário.

Todas as páginas são avaliadas de acordo com esses critérios. No entanto, o Google esclarece que páginas com conteúdo relacionado a finanças, notícias de alto impacto e direitos civis devem ter mais elementos que ajudem a proteger as informações fornecidas.

Lembre-se dos critérios EAT para confiabilidade

Para conteúdos que também são impactados pelo YMYL, é ainda mais crítico garantir que seu site contenha elementos que gerem confiança para o usuário.

Qual é a importância do EAT do autor dos textos?

Deixa eu te contar uma pequena história…

Quando tudo era apenas maconha na internet, você tinha que digitar a URL do site desejado diretamente no navegador.

Para facilitar a identificação e classificação de sites relevantes, foram criados motores de busca

Mais tarde, a Internet tornou-se mais acessível e atingiu a maior parte da população mundial.

Primeiro, os blogs foram usados como diários virtuais para pessoas que queriam acompanhar seus pensamentos e sentimentos. Mais tarde, eles se tornaram uma maneira de responder a perguntas frequentes.

Uma empresa dominou a tecnologia de pesquisa ao longo do tempo: o Google.

Ele se tornou o motor mais popular do mundo.

Como milhões de pessoas o visitavam todos os dias, os profissionais de marketing viram uma oportunidade de direcionar tráfego constante para blogs.

Assim surgiram os elementos básicos do marketing de conteúdo: artigos escritos especificamente para o Google.

Conteúdo de Qualidade

Escrever textos não é uma tarefa fácil.

Portanto, para empresas e agências era mais fácil contratar redatores externos para realizar a tarefa.

Na maioria das vezes, as empresas optam pela grande quantidade de texto.

Isso porque, ao classificar sem muita concorrência por palavras-chave, era relativamente fácil obter uma página para classificar no topo das SERPs.

Por causa disso, os ghost writers ganharam força no mercado.

São escritores que não costumam dominar seus assuntos, mas escrevem textos baseados em outras fontes e referências.

Estamos nos dias atuais.

Temos muito conteúdo em sites escritos por pessoas que não são especialistas.

O Google percebeu que o descaso com a qualidade era perceptível, então passou a levar em consideração o autor na hora de ranquear os sites.

Cada domínio tem seu EAT exclusivo.

Cada página tem seu EAT exclusivo.

Cada autor tem seu próprio EAT.

A própria palavra autoridade implica a existência de um autor, o que significa que deve haver alguém que tenha escrito algo antes.

Mesmo que seja um indivíduo, o Googlebot avalia sua relevância observando a origem de outros artigos escritos por eles.

Outro importante fator de classificação emerge.

A partir de agora, quem escreve o conteúdo é extremamente importante para o sistema. 

Como os algoritmos medem o EAT?

Afinal, como os algoritmos determinam expertise, autoridade e confiabilidade?

Você deve estar se perguntando por que escrevi isso.

Bem, essa não é uma pergunta fácil.

Atualmente, existem milhares de pessoas em todo o mundo pesquisando os fatores de classificação do Google.

Por meio de testes e avaliações, há conclusões que nos ajudam a entender parte do funcionamento do bot.

Aqui estão alguns deles.

Sobre o autor

Esse critério se concentra no autor da postagem do blog. As ferramentas de blog permitem que você defina suas informações pessoais, como nome, idade, sexo, etc. O Google incorpora essas informações em seus resultados de pesquisa. Além disso, o autor também é identificado pela presença de seu nome no nicho para o qual reivindica expertise.

Consistência e qualidade são importantes na escrita. Você deve ser consistente em seu estilo e certificar-se de que tudo que você escreve está bem escrito.

Evidências científicas

Os artigos científicos são muito importantes aos olhos do Google. Ao trazer informações baseadas em fatos empíricos e estatísticas, a página obtém uma melhor classificação.

Revisões e atualizações

O Googlebot considera o conteúdo que recebe atualizações frequentes como verdadeiros tesouros. Por isso é importante atualizar artigos antigos com novas informações.

Reputação da empresa

Os blogs corporativos estão associados aos sites da empresa. As empresas recebem avaliações de usuários, geralmente por meio do Google Meu Negócio. A reputação torna-se um elemento importante para o posicionamento no motor de busca.

Como melhorar o EAT do seu site?

Para melhorar a classificação de suas páginas, veja quais são os indicadores de autoridade, experiência e confiança do Google.

1. Promova a confiança do usuário


Tenha uma Política de Privacidade de Dados clara para a compreensão do usuário.
No caso de venda de produtos ou serviços, deixe clara todas as especificações e alertas sobre o que está sendo adquirido pelo consumidor.
Deixe a Política de Trocas ou Cancelamentos de forma clara e acessível.
Tenha canais de SAC e Dúvidas Frequentes com fácil acesso aos usuários.
Informe o endereço de local físico que esteja vinculado ao website, se houver.
Disponibilize avaliações e/ou interações no site.
Tenha uma página de “Quem somos”, enfatizando o propósito do negócio e quem está por trás dele.
Declare a sua especialização e comprove a sua boa reputação, através de selos e/ou premiações.
Sempre que possível, divulgue informações sobre as pessoas que trabalham para que o negócio dê certo, trazendo um olhar mais humanizado.


2. Mostre sinais de autoridade


Um conteúdo constantemente compartilhado nas mais diversas plataformas de redes sociais pode ajudar no reconhecimento da autoridade do seu domínio.
Reforce a sua marca: ter palavras-chave (termos de busca) relacionados com a sua marca é um ótimo indicativo de autoridade.
Ser referenciado, por meio de links, por páginas com boas autoridades de domínio.
Ter a sua marca referenciada, mesmo que sem linkagem, pode ser um sinal de autoridade para o algoritmo.


3. Seja um expert


Construa um planejamento que informe para o algoritmo e para o usuário que você possui um propósito nos seus conteúdos.
Busque referências e garanta que o seu conteúdo seja fundamentado em outros autores com expertise no mesmo tópico.
Tenha diversos conteúdos de qualidade relacionados ao assunto que você quer ser especialista.

Garanta boas avaliações

Uma boa imagem corporativa significa que você tem muitas críticas positivas em seu site. Você tem uma grande reputação na Internet. Seus clientes confiam em você. E você tem muitos seguidores nas redes sociais.

Tenha menções de sites com autoridade alta

Como dito, o peso das páginas que levam os usuários ao seu site tem um impacto direto no seu fator de autoridade. Links de entrada para sites relevantes dentro do seu nicho têm muito valor ao estabelecer uma presença online. Mencioná-lo em redes sociais, enciclopédias digitais e fóruns de discussão reforça a necessidade de estabelecer uma presença na web nesses canais.

Conclusões

No texto de hoje, você observou uma lista de informações sobre o Google EAT.

No início, você viu o que é EAT e por que é importante. Você também aprendeu o que compõe uma página EAT e como ela funciona.

Então, você aprendeu como escrever conteúdo melhor e como obter mais tráfego.

Finalmente, você aprendeu como melhorar sua pontuação EAT.

Espero que este conteúdo te ajude. Se você tiver alguma dúvida ou dúvida, Entre em contato.

ENTRE EM CONTATO

E não se esqueça de compartilhar seus problemas comigo: qual é o seu maior problema hoje com o SEO das páginas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *